Foto: Jon Flobrant

Sabe aquela ideia de equilibrar todos os pratinhos e conseguir mantê-los no mesmo nível o tempo todo? Não se trata desse texto. E para quem já fez processo de Coaching e refletiu sobre a sua Roda da Vida, projetou atingir a pontuação 10 em todos os aspectos de sua vida? Também não se trata desse texto.

O que quero trazer para vocês é que está tudo bem conseguirmos manter alguns pratinhos em detrimento de outros e também está tudo bem a Roda da Vida não estar visualmente harmônica com pontuações altas e equilibradas. Está tudo bem!

Como seres humanos que somos em processo de evolução, não conseguimos o equilíbrio perfeito o tempo todo. Nem emocionalmente, nem fisicamente, nem psicologicamente e nem espiritualmente. Isso é estarmos vivos. O essencial é mantermos o movimento. Focarmos a nossa vida toda em apenas um aspecto não nos ajuda a evoluir. É preciso navegar entre eles, ora priorizando um, ora priorizando outro.

Cada fase nos pede algo: quando somos jovens, talvez os estudos e os amigos sejam o mais importante. Em outra, o parceiro, a família e o trabalho podem se sobressair, por exemplo.

Como é para você assumir que alguns pratinhos irão cair para outros subirem?

O equilíbrio dinâmico proposto aqui é isso: estar equilibrado no movimento. E o que significa isso? Proponho que você olhe como a sua vida está e decida conscientemente o que é fundamental agora, nesse momento. Esteja presente e inteiro nessa escolha. Faça isso em vários períodos diferentes de sua vida e veja a Roda girar. Não deixe estagnar.

É aquela famosa frase de Albert Einstein: “Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.”

Permita-se vivenciar o equilíbrio dinâmico saindo da idealização do equilíbrio perfeito (e estático). Permita-se.

Aconselhadora Biográfica & Coach. Apaixonada por desenvolvimento humano, pessoas e suas complexidades. Curiosa por ideias criativas e negócios com alma

Aconselhadora Biográfica & Coach. Apaixonada por desenvolvimento humano, pessoas e suas complexidades. Curiosa por ideias criativas e negócios com alma